Skip directly to content

Doença de Crohn

A Doença de Crohn (DC) é uma doença inflamatória que pode afetar qualquer parte do aparelho gastrointestinal, desde a boca até ao ânus, mas que ocorre mais frequentemente na parte terminal do intestino delgado (chamado íleo), ou na parte superior do intestino grosso (cólon). A inflamação da DC é descontínua e geralmente estende-se a toda a espessura da parede intestinal.

 

A DC é uma doença autoimune, isto é, uma condição em que o sistema imunológico, que normalmente defende o nosso organismo contra infeções, ataca o próprio corpo. As causas são multifatoriais e sabe-se que há influência de fatores genéticos e ambientais. Apesar de, no momento, não haver conhecimento de uma cura, existem várias terapêuticas que controlam eficazmente a inflamação.

 

Sinais e sintomas da Doença de Crohn

Outras manifestações precoces da DC são lesões na região perianal, incluindo, fissuras, fístulas (aberturas anormais do intestino na superfície da pele, perto do ânus) e abcessos.

A DC manifesta-se com períodos de exacerbação (crises) intercalados por períodos de pouca ou nenhuma sintomatologia. O período de remissão pode durar de semanas a meses.

Para além dos sintomas com origem no aparelho gastrointestinal, algumas pessoas podem sentir uma variedade de sintomas extra-intestinais que estão associados à DC.

Como diagnosticar a Doença de Crohn

O diagnóstico da DC geralmente é feito pelo Gastroenterologista. O diagnóstico começa com o estudo do historial clínico do doente e da sua família, incluindo informação completa quanto à sintomatologia. O diagnóstico de DC é realizado através de endoscopia digestiva alta, colonoscopia com biópsia e exames de imagem abdominais, mas o médico também pode solicitar exames de sangue e fezes para avaliar o doente.

Tratamento da Doença de Crohn

Sendo uma doença autoimune, o tratamento para a DC tem como objetivo a indução e manutenção de remissão dos sintomas e controle da inflamação, com consequente melhoria da qualidade de vida do doente.  De acordo com o quadro clínico, existem tratamentos eficazes que o Gastroenterologista pode prescrever e que permitem controlar a doença para que a mesma entre em remissão.

A cirurgia eletiva na DC pode ser indicada quando o tratamento médico é incapaz de controlar os sintomas ou quando há uma complicação (obstrução intestinal, perfuração, abcesso ou hemorragia). A combinação da terapêutica médica com a cirúrgica permite melhorar a qualidade produtiva e de vida dos doentes. O doente deve ter acompanhamento médico contínuo sobre a evolução da sua doença e sobre os possíveis efeitos colaterais dos medicamentos.

Referências:

1 APDI_Associação Portuguesa Doença Inflamatória do Intestino  http://www.apdi.org.pt/
2 GEDII_ Grupo Estudos Doença Inflamatória Intestinal http://www.gedii.pt/  
3 SPG_Sociedade Portuguesa Gastroenterologia https://www.spg.pt/  

PP-PFE-PRT-0276