HOT TOPIC Placeholder

    Home / A sua saúde / Doenças Imunológicas e Inflamatórias / Artrite Psoriática

    ARTRITE PSORIÁTICA

    A artrite psoriática (APs) é uma doença articular inflamatória crónica e autoimune que afeta pessoas com história pessoal ou familiar de psoríase. Atinge as articulações e pode provocar dor, limitação e incapacidade funcional de diferente gravidade.

    A doença é de causa desconhecida, mas pensa-se que poderão existir agentes desencadeantes, como os traumatismos, as infeções e o stress.

    Não existe concordância entre a evolução da doença cutânea e a da Artrite. É mais frequente a artrite suceder à Psoríase (pensa-se que entre 5% e 40% das pessoas que têm Psoríase venham a desenvolver APs), mas em cerca de 35% dos casos, a artrite pode preceder ou ocorrer simultaneamente com a doença cutânea. Em alguns casos muito raros de APs podem nunca aparecer lesões de pele.

    Os fatores que aumentam o risco de um doente com psoríase desenvolver artrite, incluem a presença de lesões nas unhas, o envolvimento cutâneo mais extenso, a história familiar de Artrite Psoriática e o atingimento em placas de algumas áreas da pele como o couro cabeludo e a região interglútea ou perianal.

     
    Sinais e sintomas
     

    A APs é uma doença que pode afetar vários domínios (articulações periféricas, coluna, pele/unhas, tendões/ ligamentos e outras localizações extra-articulares) manifestando-se mais frequentemente por inflamação com dor e inchaço (tumefação) das articulações periféricas (em número variável).

    A inflamação das pequenas articulações dos dedos das mãos e pés origina o aspeto característico de dedos em “salsicha”. As unhas também podem ser afetadas (as alterações ungueais são uma das manifestações de psoríase que permitem prever o aparecimento de APs já que está presente em cerca de 90% dos doentes com Artrite Psoriática).

    O diagnóstico com envolvimento de muitas articulações inflamadas ao mesmo tempo (mais do que 5 articulações), pode com maior frequência evoluir com deformações articulares, principalmente das mãos e pés, causando potencialmente incapacidade permanente.
    ​​​​​​​
    Outras características comuns da APs incluem a tendinite (inflamação dos tendões) e entesite (inflamação nos locais onde os tendões e os ligamentos se ligam aos ossos).
    ​​​​​​​
    Pode surgir dor nas costas devido a inflamação das articulações da coluna que, agrava à noite e de manhã, acompanhada de rigidez (com limitação do movimento) que diminuí gradualmente ao longo do dia.
    ​​​​​​​

     
    Como diagnosticar a Artrite Psoriática
     

    O diagnóstico é essencialmente clínico, as investigações são importantes na avaliação e exclusão de outros diagnósticos possíveis.

    O diagnóstico clínico é realizado com base:

    • História clínica e familiar
    • Articulações dolorosas e/ou tumefactas (alguns padrões de artrite), alterações na pele e unhas (típicas de psoríase).
    • Rigidez articular
    • Raios X para observação das lesões articulares (alguns padrões são típicos)
    • Outros meios de imagiologia como tomografia axial computorizada, ecografia ou ressonância magnética nuclear (de acordo com critério médico)
    • Parâmetros laboratoriais para fazer o diagnóstico diferencial de outros tipos de artrite com sinais e sintomas similares.

    TRATAMENTO

    A APs é uma doença crónica e até ao momento não tem cura.
    Estabelecer o diagnóstico correto é importante. O objetivo de tratamento passa pela minimização da dor e rigidez articulares e prevenir o aparecimento de erosões das articulações afetadas evitando a incapacidade funcional (benefício do tratamento parece ser ainda maior quando prescrito no início da doença).
    O tratamento da APs pode envolver abordagens farmacológicas e não farmacológicas (por ex: fisioterapia).
    O tratamento farmacológico dos doentes com APs pode incluir analgésicos, anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), corticosteroides, fármacos antirreumatismais modificadores da doença (DMARDs) convencionais sintéticos, DMARDs biológicos e DMARDs dirigidos sintéticos.
    A cirurgia pode ser uma opção quando existe lesão articular grave.

    ​​​​​​​

    Referências:

    1 ACR_ American College of Rheumatology  https://www.rheumatology.org/ acesso 21/10/2019
    2 National Psoriasis Foundation https://www.psoriasis.org/ acesso 21/10/2019
    3 SPR_ Sociedade Portuguesa de Reumatologia  https://www.spreumatologia.pt/Home acesso 21/10/2019


       PP-PFE-PRT-0285​​​​​​​

    Doenças Imunológicas e Inflamatórias

    • » Artrite Psoriática

    • » Artrite Reumatoide

    • » Colite Ulcerosa

    • » Doenças de Crohn

    SOBRE A PFIZERPfizer em PortugalWorkshops Pfizer CuriousA NOSSA CIÊNCIAÁreas de Investigação prioritáriasApoio à InvestigaçãoInformação MédicaFarmacovigilânciaPipeline OPORTUNIDADES DE CARREIRAPfizer GeniousA SUA SAÚDEDoenças Imunológicas e InflamatóriasDoenças RarasDoenças Cardiovasculares e MetabólicasDorDoenças Anti-infeciosasDoenças OncológicasVacinasCONTACTOS